Sex, 04 de Novembro de 2016 09:51

Pensionistas de agentes de fiscais de renda têm direito ao Prêmio de Produtividade (“Bolão”) de 2004 a 2007

Escrito por  Lucas Cavina Mussi Mortati
Dar nota para esse item
(8 votos)

No ano de 2003, o Ministério Público do Estado de São Paulo ajuizou uma Ação Civil Pública objetivando o regular repasse das quotas remanescentes referentes ao Prêmio de Produtividade – “Bolão” aos pensionistas de agentes fiscais de rendas falecidos. Tais valores correspondem a um Prêmio de Produtividade pago toda vez que a arrecadação tributária atinge um determinado limite, sendo referido Prêmio denominado “Bolão”.

O que motivou o ajuizamento da mencionada ação foi o fato de que, de forma indevida e injustificada, a Secretaria de Estado dos Negócios da Fazenda simplesmente ignorou o direito dos pensionistas em receber o que lhes era garantido no rateio, deixando de repassar os valores ao Instituto de Previdência do Estado de São Paulo (IPESP), o qual não solicitou o repasse.

Diante disso, os pensionistas foram excluídos do pagamento do Bolão relativo aos anos de 2004 a 2007. E, visando sanar essa irregularidade é que foi promovida a denominada Ação Civil Pública, que abrange todos os pensionistas de agentes de fiscais de renda do Estado de São Paulo.

Recentemente a citada Ação Civil Pública foi julgada procedente, de forma definitiva, ocasião em que a Fazenda do Estado de São Paulo (FESP) e o Instituto de Previdência do Estado de São Paulo (IPESP) foram condenados a pagar aos pensionistas as quotas relativas ao Prêmio de Produtividade – “Bolão”, com correção a partir da data em que o pagamento se tornou devido e com acréscimo de juros computados a partir da citação.

Tendo em vista o elevado número de pensionistas, o Ministério Público Estadual determinou que a cobrança dos valores devidos pela FESP e pelo IPESP (atualmente SPPREV) ocorresse isoladamente, mediante habilitação ou cumprimento de sentença de cada um dos interessados.

Assim, apesar de o direito já estar assegurado por meio de uma decisão judicial, para que efetivamente haja o recebimento das quotas referentes ao Prêmio de Produtividade – “Bolão”, é necessário que o pensionista de agente fiscal de renda ou seu(s) herdeiro(s) promova o procedimento de habilitação ou cumprimento de sentença.

 

Lucas Cavina Mussi Mortati
OAB/SP 344.044


Efetue o login para postar um comentário

SiteLock
+ Recentes + Visitados
  • O correto cálculo da Sexta-Parte
    O art. 129 da Constituição Estadual assegura ao servidor público que completa 20 anos de efetivo exercício o recebimento da vantagem denominada Sexta-Parte, que se trata de um acréscimo de…

  • Comunicado da Advocacia Sandoval Filho: cuidado para não cair em golpes
    Atenção para não cair em golpes! Relatos sobre golpes infelizmente não param de surgir. As formas de abordagem dos golpistas são variadas e cada vez mais inovadoras. Abordam a vítima…

  • A prioridade no pagamento de precatórios
    O artigo 100, § 2º, da Constituição Federal, na redação dada pela Emenda Constitucional nº 94 de 15 de dezembro de 2016 estabeleceu que, “serão pagos com preferência sobre todos…

A Advocacia Sandoval Filho informa que o recebimento de e-mails estará suspenso entre os dias 17/12/2016 e 8/01/2017 por conta do período de recesso do Escritório.
Pedimos a gentileza de retornar o contato a partir do dia 9/01/2017. Agradecemos a sua compreensão.

fechar